Faltou água

Seca que parece molhar o asfalto É miragem da esperança Vista fraca, fome braba, a água… Que falta faz, meu nordeste A caveira da bezerra, o sino do bode O redemoinho de vento A rapadura e o doce de leite Nordestino, cabra macho Coração puro, humilde e educado...

Equívoca troca

Céu aberto, rasga claro os olhos de quem acorda, brisa matutina enche os pulmões de vontade de viver. Pássaros assumem um tipo de canto gregoriano e dizem que é a canção do bem acordar. Vem a luz do sol e invade, sem vergonha, meu recinto e reprova sono e preguiça. Me...

Antes de agora, armas e dor

Virei adulto e nem percebi… A lembrança é minha espada Minha dor é meu escudo Vivo o passado no cerrar dos olhos Os ouvidos atentos àquela música Refaz o incrível momento do reviver E a nostalgia vira o sentimento que convém A felicidade fica confusa Escutando,...

A rede, morte e viva

Tantas redes acordadas Sociáveis inconsequentes Tal teoria pré-moldada Apresenta fotos inocentes Tempo escorre pelos dedos Teclando o desnecessário Gente mascara seus medos Com histórico e inventário Tantos pseudointeligentes Na noite conversando água Cegos perdem...

Quero viver, não quero durar

Mexe no passado E atrapalha o futuro Vê-se acabado Ou em cima do muro Que decisão foi essa? Foi certeza em vão? Foi muita pressa? Foi tentação? Pensar todo dia Na escolha perfeita Mas, vem dúvida fria E a certeza enfeita Ou me permite E da vida me demite Ou me demite...