Que água impura
Sai dos teus olhos
Quando há dúvidas
E, você me julga
Mesmo sem ter culpa
Aí, você enxuga
O seu nariz

Menina atriz
Sempre me engana
É tão insana
Mas, me faz feliz
Menina louca
Achou a tampa
Da tua panela
Menina inquieta
Acendeu uma vela
Dentro de mim

Que lágrima pura
Caiu dos meus olhos
Quando eu te vi
Vivendo momentos
Que não são nossos
Que contra mão!
Parece que estamos
Às vezes insanos
De achar fundamento
Nesse momento
Cheio de emoção…

Andrey Montenegro Escarião